sábado, 12 de dezembro de 2015

SUMIDA? SIM! DESISTI? NUNCA!!!!!!!!!!

Apesar de não saber se alguém visita este canto ou não, venho dar notícias.

Continuo firme e forte na minha R.A. Isso é, tive alguns escorregões pelo caminho, mas nada que não pudesse ser recuperado em seguida. E, com isso, já vamos para a marca de 32 quilos eliminados em pouco mais de 10 meses. Oficialmente, estou a 300 gramas de chegar à marca dos 32, mas como só me pesei quatro dias após o começoo da minha Reeducação e já havia "desinchado" um pouco, resolvi considerar que meu peso inicial era de 104 quilos. Assim também resolvo o meu pequeno problema de "TOC" em relação a números e futuramente posso entrar na manutenção com um número par na balança. Sim! Sou doida e assumo isso.

Lembram-se daquela minha listinha de metas? Vamos a ela:

1- Sair da faixa dos 3 dígitos de peso? - cumprida;
2- Baixar meu IMC para Obesidade tipo I, a partir dos 97,6? - cumprida;
3- Emagrecer os primeiros 10 quilos, quando chegar a 93,5? - cumprida;
4- Pesar menos de 90 quilos? - cumprida;
5- Baixar meu IMC para Pré-Obesidade, quando alcançar os 20 quilos perdidos aos 83,5? - cumprida;
6- Pesar menos de 80 quilos? - cumprida;
7- Chegar aos 30 quilos emagrecidos, aos 73,5? - cumprida!

Meu peso atual, na balança: 71,8. Ou seja, estou a 2 quilos de cumprir a 8ª meta, que é sair da faixa dos 70 quilos e alcançar um IMC adequado, aos 69,8.

Contando que eu desconfio que ano passado cheguei a pesar mais de 110, no mínimo beirando a Obesidade Mórbida (se é que não cheguei a ela), estar a apenas 2 quilos de sair da faixa do sobrepeso é motivo de muita alegria.

Eu não me sinto fazendo sacrifícios. As escolhas que eu fiz me tornaram muito mais saudável. É difícil em alguns momentos? Sim. Mas não impossível. Tentarei passar mais vezes por aqui para comentar sobre todo esse meu processo.

Até mais!!!

domingo, 16 de agosto de 2015

RECEITA: COMPOTA DE MAÇÃ (SUPER LIGHT)

Hoje resolvi compartilhar com vocês uma receita que aprendi com a minha mãe (que por sua vez aprendeu pesquisando na internet).

Pra quem gosta de compota de frutas, essa é uma opção pra lá de light, docinha e, o melhor, super fácil de fazer.

INGREDIENTES:

- 5 maçãs;
- 1 pacote de gelatina zero de cor vermelha - eu prefiro a de morango ou a de frutas vermelhas, a de cereja deixa o doce super cor-de-rosa;
- uns 4 ou 5 cravos-da-índia;
- 1 xícara de água (se você gostar de um doce com mais calda, como eu, pode colocar uma xícara e meia).

MODO DE PREPARO:

1- Pique as maçãs, tirando somente o miolo;
2- Coloquer as maçãs picadas em uma panela de pressão;
3- Despeje o conteúdo do pacote de gelatina em cima das maçãs;
4- Coloque a água;
5- Misture tudo, feche a panela de pressão e leve ao fogo;
6- Após a panela pegar pressão, abaixe o fogo, deixe cozinhando por mais uns 5 minutos e depois desligue;
7- Deixe a mistura descansando por um bom tempo dentro da panela, isso é importante para o doce pegar toda a cor. Quando eu faço à noite, deixo até o dia seguinte. Se faço de manhã, tiro no final da tarde. Depois é só colocar tudo em um pote de vidro e deixar na geladeira.

Eu costumo comer essa compota como lanche de tarde ou sobremesa, em dias que termino o almoço com vontade de algum doce.

sexta-feira, 14 de agosto de 2015

No processo


Dezessete quilos queimados, derretidos, deixados pelo meio do caminho.
Eu tinha deixado de blogar, mas acho que vale a pena contar essa história enquanto ela ainda está acontecendo.
E ela está acontecendo.











sexta-feira, 7 de agosto de 2015

MINHA MAIOR DIFICULDADE...

Sabem qual é?

Não é controlar o que como.

Nem sair pra ir caminhar na praça.

Na verdade, é me segurar pra não começar a correr parada no lugar e ficar girando igual à Jennifer Beals toda vez que começa a tocar a música do Flashdance no meu mp3.

Sério. Já basta cantar alto no meio da praça. Porque isso de vez em quando eu faço mesmo!!!


quarta-feira, 5 de agosto de 2015

NÃO AGUENTEI!!!

Normalmente não gosto de me pesar toda semana porque às vezes temos uma variação muito grande. Subo na balança a cada 15 dias.

Porém semana passada eu fiquei MUITO PERTO da minha sexta meta, que era sair dos 80 quilos, estava morrendo de vontade de chegar logo nela. Como senti mudança nas medidas, fui lá pra minha balança oficial e me pesei. 78,5. Não só baixei pra casa dos 80 quilos como de quebra alcancei os 25 quilos emagrecidos.

Já estava animada, pois na minha caminhada experimentei dar uns piquezinhos de corrida e consegui. Não por muito tempo e por uns 50 metros no máximo, mas ainda sim eu corri. Há sete meses eu mal andava! Acabei não comentando aqui, mas esse meu hábito de fazer caminhadas mês passado teve um efeito colateral:
A vítima das minhas caminhadas.
Pois é. Fiquei triste em ter que aposentar meu companheiro de meses, mas já estou me acostumando com o substituto. Só espero que ele aguente um pouco mais.

E simbora pra 8ª das 10 metas que estabeleci em 29/01: chegar na marca dos 30 quilos emagrecidos. Mas no caminho inventei uma submeta, que é tentar chegar ao meu aniversário pesando 75. Falta pouco mais de um mês e são três quilos e meio. Só me dedicar...

Simbora então pra próxima meta, de preferência sem outro tênis furado!

domingo, 2 de agosto de 2015

6 MESES INCRÍVEIS

Dia 25 completei meus primeiros 6 meses de R.A. Queria ter feito uma postagem, mas estava correndo contra o tempo e acabei não conseguindo. Dia 29, quando completei 6 meses da primeira pesagem subi na balança. Por muito pouco não alcancei a minha próxima meta. 80 quilos. Cravadinhos.

Estava lendo a minha primeira postagem desde que voltei à R.A. e dois trechos me chamaram a atenção:

"Quando estava magra, eu sonhava que saía comendo tudo e mais um pouco e me tornava enorme. Consegui virar meu próprio pesadelo: aquela pessoa que não cabe em alguns tipos de cadeiras, que não pode usar um cinto se segurança abdominal sem uma extensão, que só consegue encontrar roupas em lojas Plus Size (onde elas ou são caríssimas ou daquele tipo que minha bisavó se sentiria velha usando). Pelo menos há a "vantagem" quando se anda de ônibus: se há mais lugares vazios, o último a ser ocupado será o do seu lado. Você viaja de forma um pouco mais confortável, mas se sente como se estivesse carregando lixo tóxico."
.......
"Aí no último domingo acordei pensando: é hoje. ESTOU em reeducação alimentar. Não quero mais me sentir mal. Não quero mais me sentir cansada. Não quero mais brigar com o espelho. Quero minha vida de volta."

Parando pra pensar, depois de 6 meses posso dizer que não ganhei minha vida de volta. Na verdade ganhei outra vida. Sou muito mais ativa, muito mais feliz. Sinto-me capaz de coisas que não imaginava que poderia alcançar. Eu posso fazer uma hora e meia de caminhada e ainda ter disposição para arrumar a casa. Posso dançar. Mal, mas posso. A cada dia que passa faço novas descobertas. Sobre mim, sobre minha alimentação. Sinto falta se não me movimento. Estou cabendo em roupas que imaginava que nunca mais caberiam em mim.

Para comemorar esses 6 meses, vamos a algumas fotos.

Fiquei pensando se adicionaria essa foto. mas depois me dei conta de que ela foi tirada em 26/01/13, praticamente 2 anos antes de eu começar a minha R.A. Fui madrinha de casamento. Disseram que eu estava linda, mas me sentia péssima. Pesava mais de 100.

Foto tirada hoje, 02/08/15. Dois anos e meio e pelo menos 20 quilos a menos depois. Ainda faltam uns 16 quilos, que virão através de muita atividade física, mas estou sem pressa. Sei que chego lá.

Quase 24 quilos separam as duas calças. Na primeira não dá para ler a etiqueta. Foi uma tamanho 54 que eu penei pra achar para poder usar no Natal. Ela ficava esturricada de justa em mim. A segunda comprei há uma semana porque a anterior já estava ridícula de larga. 44. Ah! Guardei a calça 54 porque no próximo Natal pretendo tirar uma foto com ela e com a bata estragrande que usei e que também estava terrivelmente justa. E depois pretendo tirar fotografia com a roupa que comprar para o natal. Que não será jeans e bata.
Minha felicidade maior é saber que um dia tomei coragem. Que parei de lamentar o que tinha feito para o meu corpo e resolvi agir para mudar o que me incomodava.

Até a próxima!

quinta-feira, 23 de julho de 2015

MOMENTOS

Momentos de satisfação podem facilmente ser substituídos por momentos de nostalgia. Querem saber como?

Momento de satisfação: descobrir que em uma hora e quinze minutos você é capaz de dar 30 voltas ao redor daquela mesma praça onde há 6 meses você mal dava 10 voltas em uma hora.

Momento de nostalgia: lembrar da sua adolescência, quando você sentia dor na batata da perna por virar a noite em baile de carnaval.

Pois é. Na manhã seguinte tive que pegar mais leve na caminhada. Só 22 voltas em uma horinha.

Falando nisso, a contagem de quilos emagrecidos já chegou aos 22!

quinta-feira, 9 de julho de 2015

DEMOREI, MAS NÃO DESISTI!

Sim, é verdade que não posto nada aqui faz um tempo. Mas a R.A. continua. Dei uma desanimadinha há um tempo, quando atingi um daqueles "platôs". Até me dar conta de que, apesar do peso não baixar, as medidas continuavam diminuindo. Resolvi desligar da questão "peso" e continuar mantendo o foco na alimentação e exercícios.

E hoje, após mais ou menos 5 meses e meio de mudança de vida, consegui chegar aos 83,150. Ou seja: cheguei na marca dos 20 quilos!!!!

Conquistas:

- entrar em roupas tamanho G ou até mesmo M. Usar calça jeans 46. Que está começando a ficar larga;
- entrar em roupas que não usava há quase 6 anos;
- ter disposição para andar uma hora seguida (em ritmo forçado) e depois ainda arrumar a casa.

Metas alcançadas:

1- Sair da faixa dos 3 dígitos de peso; - OK
2- Baixar meu IMC para Obesidade tipo I - a partir dos 97,6; - OK
3- Emagrecer os primeiros 10 quilos - quando chegar a 93,5; -OK
4- Pesar menos de 90 quilos; - OK
5- Baixar meu IMC para Pré-Obesidade, quando alcançar os 20 quilos perdidos - 83,5; -OK

A sensação de vitória é grande, ainda mais que agora já posso me considerar oficialmente "cheinha". E vamos agora rumo à meta número 6, que é pesar menos de 80 quilos!

terça-feira, 5 de maio de 2015

METAS ALCANÇADAS

1- Sair da faixa dos 3 dígitos de peso; -OK
2- Baixar meu IMC para Obesidade tipo I - a partir dos 97,6; -OK
3- Emagrecer os primeiros 10 quilos - quando chegar a 93,5; -OK
4- Pesar menos de 90 quilos. -OK

89,8. Devagarinho vamos chegado lá :-)

domingo, 26 de abril de 2015

TRÊS MESES E UM DIA...

Minha rotina, até 25 de janeiro:
- acordar diversas vezes durante a noite com braços e pernas formigando por conta do excesso de peso;
- não conseguir ficar mais de 5 minutos em pé sem começar a sentir dores;
- não conseguir subir a minha rua sem chegar ao final com falta de ar;
- ficar sem fôlego para arrumar a cama.
Sim, é claro que a parte estética me incomodava, mas as limitações que nunca tive na vida que me fizeram querer dar um basta e mudar. Não quis fazer nada muito radical, só ser um pouco menos sedentária e mudar hábitos de lambiscar o dia inteiro, acrescentar mais saladas e frutas no dia-a-dia. Não ligo para refrigerante e há muito tempo quase não faço frituras. Só passei a prestar mais atenção em quantidades e horários, sem me privar de comer um doce ou uma pizza de vez em quando.
Resultado: após 3 meses, lá se foram oficialmente 12 quilos. Um pouquinho mais, na verdade, já que a balança marcou 91,150. Ainda tenho uma boa jornada pela frente, mas estou sem pressa. Em comemoração, saí para um passeio de mais de 2 horas com a minha caçula (a pé), entrei numa C&A e consegui comprar uma calça tamanho 48 (em dezembro, em uma loja especializada em tamanhos grandes, penei para conseguir caber em uma 54). Cheguei em casa com as solas dos pés ligeiramente doloridas, fui trocar de roupa, lavar as mãos e já emendei para preparar o almoço.
E vamos simbora ao próximo objetivo, que é sair da casa dos 90. :-)))

domingo, 29 de março de 2015

9 SEMANAS DE R.A.

E também 2 meses após a minha primeira pesagem. Portanto, fui à farmácia para saber como as coisas estavam. 95 kg. Ou seja: 8,5 eliminados em 2 meses. Somente com uma vida alimentar mais disciplinada e mais exercícios. Dá uma média de 4 quilos por mês. Se continuar nesse ritmo, até o final do ano chegarei à minha meta.

Por enquanto, estou comemorando as primeiras conquistas. Como pegar uma camiseta GG na C&A e desconfiar que ela ficaria grande, se experimentasse. Ficou. Entrei na G, ela estava ligeiramente justa, mas não trouxe para casa porque fiquei na dúvida se ela vestiria bem quando eu chegasse no peso certo. Em compensação, trouxe uma malha que logo estará perfeita.

Estou com problemas sérios de guarda-roupa. Fiquei tantos anos usando EG que agora até as roupas que usava em casa estão ridiculamente largas. Ainda bem que tenho alguma coisa guardada, pra quebrar o galho enquanto estou nesse processo.

Conquista maior das últimas 2 semanas: descobrir que posso cruzar as pernas. Sei lá há quanto tempo não conseguia fazer isso.

sexta-feira, 20 de março de 2015

NOVA META ALCANÇADA

Após a pesagem da última quarta, cheguei aos 97,150. Portanto, alcancei a segunda meta:

2- Baixar meu IMC para Obesidade tipo I - a partir dos 97,6 - ok

Como "plus", ontem consegui comprar uma blusa que me servia, na Riachuelo. Tudo bem, é GG. Mas há 2 meses eu nem sonharia em experimentar qualquer peça de roupa que não fosse em uma loja especializada.

A animação está a mil. E vamos rumar para a próxima meta:

3- Perder os primeiros 10 quilos - quando chegar a 93,5;

terça-feira, 10 de março de 2015

Apesar de continuar firme na R.A., deixarei a pesagem para a próxima semana.

Estou começando a perder algumas roupas. A camiseta que usava para as minhas caminhadas já não dá mais para usar na rua.

Mas o mais bacana dos últimos dias tem sido me olhar no espelho e ver que meu pescoço não termina mais na testa.

quarta-feira, 4 de março de 2015

BALANÇO DO MÊS

Cinco semanas desde a primeira pesagem. 99,5. Quatro quilos se foram. Acrescentei frutas e legumes à alimentação e cortei frituras. Tenho procurado comer de tudo. Alguns dias me permiti dar umas saídas, quando tinha muita vontade, mas procurei não ser gulosa. Comi sem culpa.

Atividades do período:
- 15 minutos de alongamentos - deveria ser diário, mas tenho sido preguiçosa (este ponto tenho que melhorar neste próximo mês);
- caminhada contínua de uma hora por no mínimo 5 dias da semana;
- jogo de dança do Wii - uma a duas horas (dependendo do pique) - no mínimo 3 vezes por semana.

Alcancei a primeira de minhas metas:
1- Sair da faixa dos 3 dígitos de peso - OK

Havia me prometido algum presente a cada meta alcançada, mas já havia me dado no início da semana: duas túnicas tamanho G (sei lá há quanto tempo não cabia em uma), uma camiseta baby-look GG (que também não uso há anos) e uma bermuda de cotton GG (o meu tamanho antigo era XG).

Próxima meta:
2- Baixar meu IMC para Obesidade tipo I - a partir dos 97,6.

Junto com essa meta, tenho que voltar a alongar. Confesso que sou preguiçosa, pois das atividades citadas acima é a única que faço com algum sacrifício - as outras duas eu adoro.

Até a próxima postagem!

PEQUENOS OBJETIVOS

Acho que um dos maiores erros de quem pretende emagrecer é o de querer voltar ao corpo que tinha em poucos dias. Eu mesma fiz muito isso. Fiz todo tipo de dieta maluca, emagreci rápido e quando parei, engordei tudo e mais um pouco.

Quando estamos na faixa do sobrepeso, é muito mais fácil. Poucos quilos perdidos e eles aparecem. Por outro lado, quando estamos obesos, muitas vezes precisamos perder muito para chegarmos ao sobrepeso.

Fiquei anos sem me pesar, pois pelas roupas e o espelho eu tinha certeza de que estava acima dos 100 quilos. Assim que me pesei, fiz as contas. Sem contar o que considero o meu peso ideal (entre 65 e 62 quilos), para a minha altura eu entrarei na faixa do peso normal somente aos 69,7. Ou seja: são 33,8 quilos para deixar de ser "gordinha".

Não tenho vontade de fazer coisas malucas e nem pretendo emagrecer rápido. Assumi o compromisso de uma mudança de vida, com uma alimentação mais adequada e menos sedentarismo. O ojetivo é, ao final do processo, ter emagrecido 40 quilos. Posso emagrecer em um ou dois anos e, para não desanimar no processo, estabeleci 10 pequenos objetivos:

1- Sair da faixa dos 3 dígitos de peso;
2- Baixar meu IMC para Obesidade tipo I - a partir dos 97,6;
3- Emagrecer os primeiros 10 quilos - quando chegar a 93,5;
4- Pesar menos de 90 quilos;
5- Baixar meu IMC para Pré-Obesidade, quando alcançar os 20 quilos perdidos - 83,5;
6- Pesar menos de 80 quilos;
7- Chegar aos 30 quilos emagrecidos - 73,5;
8- Sair da faixa dos 70 quilos e alcançar um IMC adequado - 69,7;
9- Chegar aos 65 quilos;
10- Alcançar a minha meta dos 40 quilos emagrecidos, com 63,5.

Enquanto isso, vou curtindo cada pequeno progresso, a melhora da autoestima e da disposição.